Reiki: uma religião ou não?

O Reiki não é religião do ponto de vista religioso, dogmático, não. Do ponto de vista do sentido da palavra, sim. A palavra religião vem do latim “religare” que significa religar-se, ou seja, tornar-se uno com Deus ou como se compreende a Divindade. Este é exatamente o trabalho que Reiki exerce através de sua prática.


Através do Reiki, retomamos nossa unidade em nós mesmos e com Deus Divindade. A base de todas as religiões é cultural e antropológica. O Reiki, por trabalhar com a Energia Vital, como já comentado, que é natural e inerente a todo ser vivo, independe de religião ou credo. Uma planta, um animal, os elementos – água, terra, fogo e ar, a matéria e o éter – enfim, tudo que nos cerca possui energia. Podemos aplicar o Reiki em todos, seja para a cura das pessoas, animais e plantas; ou para melhorar o meio físico em que vivemos. A Terra agradece.


O Reiki não tem ressonância com a expressão “ter que”, que é uma expressão condicionante e limitadora, para aqueles que acham que serão obrigados a praticar o Reiki depois de iniciados. Você pode fazer a Iniciação, depois perceber que tem preguiça ou desinteresse de praticá-la e então deixar de fazê-lo. O que não conseguirá, no entanto, é desfazer a sua iniciação.


Uma vez iniciado, para sempre iniciado. Ou seja, mesmo sem querer praticar o Reiki como se recomenda, sempre que você colocar a mão no corpo o Reiki estará ali, sendo captado e transmitido por você. E atuará sempre em você e através de você, mesmo que você tente evitar isso.

 

Fonte: Usui Shiki Ryoho – Sistema Usui de Cura Natural – Swami Paatra Shankara

 

O que achou deste artigo? Deixe a sua opinião aqui.