O funcionamento do Reiki

Ao colocar as mãos sobre alguém com o intuito de utilizar a energia Reiki, o agente de cura mescla-se à Energia Cósmica, porque a coisa não funciona como nos casos de passes magnéticos, das massagens terapêuticas ou prânicas ou de qualquer outra forma de cura através das mãos, onde se usa a própria energia Ki.

A energia Ki é automaticamente modificada ao entrar em contato com a energia Rei, liberando-se de todas vibrações pessoais que poderia conter. Este fator é muito positivo, pois nem sempre um agente de cura está com suas vibrações perfeitamente em ordem, e estas poderiam de alguma forma prejudicar o receptor, bem como prejudicar o doador ou agente de cura com as energias negativas que o receptor poderia enviar ao agente de cura.

No caso do Reiki, o agente de cura está devidamente protegido pela própria energia Rei que quando unida à energia pessoal Ki do agente de cura tem um caminho unilateral: do Cosmos ao receptor tendo o agente de cura como um caminho.

Não há desgaste físico ao se aplicar a energia Reiki no agente de cura. Com o Reiki acontece uma coisa especial e benéfica: ao sobrepor as mãos sobre um receptor, o reikiano recebe a energia Rei integralmente.

Ao entrar em contato com a energia Ki, o corpo do próprio reikiano retém para si cerca de 30% da energia Rei, que é o suficiente para equilibrá-lo e nutri-lo energeticamente.

Quando a energia sai pelas mãos do reikiano ela já está transformada em energia Reiki e o reikiano já está recebendo a energia na parcela que o irá recompor amplamente.

Desta forma, aplicar o Reiki é benéfico também para quem o aplica e, através desse processo, que se dá instantaneamente, a energia pessoal gasta já é imediatamente reposta.

 

Fonte: Usui Shiki Ryoho – Sistema Usui de Cura Natural – Swami Paatra Shankara

 

O que achou deste artigo? Deixe a sua opinião aqui.