Reiki para aliviar a dor: como se beneficiar dessa técnica

A busca da cura através do Reiki está cada vez mais frequente e como já era de se esperar, o maior índice de procura está no Reiki para aliviar a dor. Essa técnica que envolve o uso das mãos e de sua própria energia vital tem como princípio fundamental o equilíbrio entre energias.

Segundo seus praticantes e estudiosos, cada pessoa possui um conjunto de dutos energéticos que são responsáveis por distribuir as energias por todo o corpo, onde o fluxo de energia que percorre esses dutos é diferente para cada indivíduo e pode ser o responsável pelo bem-estar ou mal funcionamento de alguma parte de seu corpo, por exemplo.

Para entender como o Reiki considera o equilíbrio energético importante para a saúde humana, quando um destes dutos possui algum bloqueio, por exemplo, o fluxo energético é prejudicado e fica desbalanceado. Em decorrência desse fator podem surgir dores localizadas, mal funcionamento de órgãos e até alguns distúrbios emocionais.

 

Reiki para aliviar a dor com o auxílio das mãos

A maioria das técnicas curativas e formas de medicina surgiram com o objetivo de combater a dor. Não à toa, a indústria de analgésicos é uma das mais rentáveis do ramo farmacêutico – mas da mesma maneira é possível se utilizar o Reiki para aliviar a dor.

Existem formas de aplicar o Reiki que se destinam entre outras funções, também ao alívio da dor. A técnica faz uso das mãos como forma de manipular o fluxo das energias em uma pessoa, sendo possível através das diversas posturas adotadas pelas mãos, atuar diretamente sobre uma região específica em busca de aliviar o sintoma da dor.

Uma das primeiras posturas do Reiki para essa finalidade é feita com as mãos lado a lado sobre o rosto, de forma deixar o nariz livre e os dedos juntos. Essa postura atua sobre os olhos, seios nasais, maxilares, dentes e todo o rosto de uma forma geral, podendo aliviar dores causadas por sinusites, excesso de esforço visual e até mesmo dores provenientes de problemas nos dentes – tudo depende da consulta feita previamente com o terapeuta.

Lembrando que isso pode ser feito tanto por um terapeuta como através da auto aplicação, desde que de uma forma ou de outra a pessoa seja devidamente habilitada à prática e possua os conhecimentos necessários para tal.

 

Fonte: http://www.wemystic.com.br

O que achou deste artigo? Deixe a sua opinião aqui.