Energias Vitais

Muitos pesquisadores já reconhecem, no momento, três forças independentes, provenientes do Sol.

São elas:

  • ENERGIAS FÍSICAS: conhecidas e conversíveis entre si, tais como: Eletro magnetismo, o Som, o Calor, a Cor, etc. 
  • MANA: apesar de ainda não ser reconhecida oficialmente, é uma força vital que pode ser vista nos dias ensolarados, principalmente na forma de espocar de luzes quando olhamos para o horizonte. 
  • KUNDALINI: esta, também não reconhecida pela ciência oficial, porém é, com certeza uma força vital. Sabemos ser esta força muito grande, quando estimulada corretamente. È a energia que desenvolve as capacidades armazenadas em nosso Inconsciente. Desenvolve, enfim, o Espírito, a Inteligência e o Amor ao Todo.

As energias ditas físicas, nós as conhecemos.

Prana é a energia do sopro da vida, ou a Energia da Vitalidade. É emanada pelo Sol e penetram nos últimos átomos que flutuam na atmosfera. Estes, por possuírem esta energia adicional, atraem mais seis átomos a seu redor. Esta composição, assim formada, chama-se Glóbulo da Vitalidade.

Com certeza, este Glóbulo pode ser visto aos milhares, por qualquer pessoa que visualize o céu, principalmente nos dias ensolarados. Eles são vibrantes e incolores, possuindo uma atividade muito intensa.

Quando o Sol brilha, eles se renovam em quantidade. Pessoas ficam, automaticamente, mais alegres nos dias ensolarados. Em dias nublados, há uma diminuição dos mesmos, que se vez mais acentuado, na medida em que os dias nublados se sucedem.

A energia Prânica (Glóbulo Vital) manifesta-se no centro dos chakras e, depois, irradia-se, formando raios, sendo que cada chakra possui um número diferente de raios.

O chakra responsável pela captação e distribuição deste Prana é o chakra do Plexo Solar (Esplênico, Baço, Plexo Solar, entre outros nomes que se dão). Esta energia é formada por sete átomos, sendo que cada um com uma freqüência específica: Violeta, Índigo, Azul, Verde, Amarelo, Alaranjado, Vermelho.

Fonte: Usui Shiki Ryoho – Sistema Usui de Cura Natural – Swami Paatra Shankara

 

O que achou deste artigo? Deixe a sua opinião aqui.