Conhecendo o Quarto Chakra – Anahata

QUARTO CHAKRA CARDÍACO (do sânscrito: Anahata”: Invicto”, “Inviolado”)

Localização: centro do peito, no osso esterno, próximo ao apêndice xifóide, virado para frente. Tem o seu correspondente nas costas, em uma linha reta.

Correlação física: ligado à glândula timo.

É o chakra responsável pela irrigação do coração. É considerado o canal de movimentação dos sentimentos. É o chakra mais afetado pelo desequilíbrio emocional. Bem desenvolvido, torna-se um canal de amor para o trabalho de assistência espiritual. Quando existe um bloqueio nesse chakra, a pessoa sente depressão, angústia, irritação ou pontadas no peito.

Cor: verde (energia curativa) ou rosa (amor).

Bija-mantra: “YAM”

A capacidade de “pensar” com o coração é o resultado do processo de transmutação do desejo em amor, durante a tarefa de elevar as energias do plexo solar até o coração. Pensar com o coração também indica que o aspecto superior do Centro Cardíaco alcançou um ponto de real atividade. A reflexão como resultado do correto sentimento substitui a sensibilidade pessoal.

Sua exteriorização física densa é a glândula timo.

Vibra na freqüência das cores verde e rosa, localizando-se no centro do peito sobre o osso esterno. Está relacionado ao elemento Ar e refere-se com a capacidade de sentir, de expressar, de dar e receber o amor.

É o centro pelo qual se ama e sente-se compaixão pelos outros. O desenvolvimento deste chakra está relacionado com o amor incondicional, com a auto-estima e a auto-aceitação. A capacidade de manifestar o amor ao próximo, de nutrir e doar-se ao outro, é proporcional à capacidade de amar e de cuidar de si mesmo. Para amarmos incondicionalmente é necessário aceitarmos nós mesmos e os outros como são. Por isso este chakra está relacionado com o perdão.

Desequilíbrios neste chakra podem se manifestar em:

  • Egoísmo, dificuldade de dar amor, de nutrir afetivamente e doar-se às outras pessoas.
  • Falta de amor e compaixão pelo mundo, pelas pessoas, pela natureza e pelos seres vivos em geral.
  • Incapacidade de manifestar e expressar o amor e os sentimentos. · Dificuldade de confiar nas outras pessoas.
  • Apego e dependência emocional, carência afetiva, auto-piedade, amor possessivo, ciúmes.
  • Medo de perder afeto, de ser rejeitado, de ser ferido afetivamente.
  • Falta de amor próprio, auto-estima rebaixada, sentimentos de culpa, de falta de merecimento.
  • Ressentimentos, mágoas profundas, dificuldade de perdoar, raiva, ódio, ciúmes, inveja.
  • Dificuldade de perdoar.
  • Dor emocional, decepções amorosas, coração magoado, desgosto. · Tristeza, angústia, sentimento de solidão e de abandono.
  • Problemas de relacionamentos afetivos.

Fisicamente está relacionado com: coração, circulação, veias, artérias, pulmões, timo (principal), sistema imunológico, sistema linfático, gânglios linfáticos, seios, região dorsal.

 

Fonte: Usui Shiki Ryoho – Sistema Usui de Cura Natural – Swami Paatra Shankara

Musica para ativação do Chakra Anahata

O que achou deste artigo? Deixe a sua opinião aqui.