Conhecendo o Primeiro Chakra – Muladhara

PRIMEIRO CHAKRA RAIZ ou BÁSICO (do sânscrito: Muladhara”: “Base e fundamento”; “Suporte”)

Localização: base da coluna, no períneo, entre o ânus e a genitália humana, virado para baixo, em direção a terra.

Correlação física: ligado às glândulas supra-renais. É o responsável pela absorção da kundalini (energia telúrica) e pelo estímulo direto da energia no corpo e na circulação do sangue.

Cor: vermelho.

Bija-mantra: “LAM”

Este centro localiza-se na base da coluna vertebral e sustêm os demais centros. Responde ao aspecto VONTADE. Da mesma forma que o princípio vida está situado no coração, também o aspecto da vontade de ser, está situada na base da coluna abaixo do osso sacro. Seu principal aspecto é a inocência. Inocência é a qualidade pela qual nós experimentamos alegrias puras, infantis, sem as limitações do preconceito ou condicionamentos. A inocência nos dá dignidade, equilíbrio e um enorme senso de direção e propósito na vida. É apenas simplicidade, pureza e alegria.

Vibra na freqüência da cor vermelha, é também chamado de Chakra da Base e localiza-se no final da coluna entre o cóccix e o períneo. Está relacionado com o elemento Terra e refere-se com as questões de sobrevivência, de segurança pessoal, autopreservação. Entre elas: luta pela sobrevivência, sucesso no trabalho, obtenção de alimento, de dinheiro e de proteção. Governa os instintos terrenos necessários para a sobrevivência física, bem como o meio para consegui-los.

É o chakra que trás o impulso para ação, estimula a pessoa a ir à luta. Ele promove a força de vontade, resistência e perseverança para enfrentar as dificuldades. Confere ambição, objetivos e a garra para atingi-los. Estimula a capacidade de realizar e concretizar no plano físico.

Considerado como a raiz e a âncora da pessoa no mundo, reflete o grau com que a pessoa se sente ligada ao planeta terra e à vida, a quantidade de energia e a vontade de viver na realidade física. Propicia a potência física, a disposição, o ânimo e o senso de realidade.

Muito importante em relação à vitalidade geral do organismo, pois estimula todos os outros chakras, todo o sistema energético e conseqüentemente, todo o corpo físico.

Desequilíbrios neste chakra podem se manifestar em:

  • Hiperatividade, grande agitação, inquietude, impaciência.
  • Impulsividade, agressividade, reação defensiva na maioria das situações. · Tendência à violência, à dominação, ao despotismo.
  • Ganância, astúcia, ênfase excessiva nas questões materiais.
  • Preocupação excessiva com a sobrevivência e segurança pessoal.
  • Insegurança financeira, ansiedade em relação a sustentar a si e a família. · Fraco instinto de conservação e de autoproteção.
  • Sensação de que o mundo é um lugar ameaçador. · Incapacidade de ir a luta, de enfrentar obstáculos. ·      Dificuldade para concretizar, de atingir objetivos.
  • Falta de praticidade e de objetividade.
  • Apatia, pouca vontade de viver, fadiga, fraqueza, preguiça.
  • Fraco senso e falta de contato com a realidade, sensação de não “ter os pés no chão”.
  • Depressão, tendências suicidas.

Fisicamente está relacionado com: glândulas supra-renais (principal), sistema estrutural, músculos, ossos, coluna vertebral, medula óssea, produção e qualidade do sangue, parte inferior da pelve, ânus, reto, pernas e pés.

Observação: Há muito mais chakras do que os setes principais. Há chakras secundários nas palmas das mãos, plantas dos pés, pulmões, fígado, estômago, orelhas, mandíbulas, ombros, joelhos, entre as escápulas (omoplatas) e espalhados por todo corpo. E, em escala menor, pode-se dizer que para cada poro do corpo há um pequeno chakra em correlação direta no campo vibratório correspondente. Cada ponto de acupuntura é um chakra.

Fonte: Usui Shiki Ryoho – Sistema Usui de Cura Natural – Swami Paatra Shankara

Musica para ativação do Chakra Muladhara

O que achou deste artigo? Deixe a sua opinião aqui.